Amanhã tenho que falar sobre "cultura do cancelamento" com alunos de Ensino Médio. Pretendo mencionar o Mastodon de alguma forma. Também quero relacionar com o individualismo neoliberal...
Opiniões e sugestões, camaradas?

E eu que apertei a tecla Super, digitei "a" e o Pop!OS me veio com um negócio da Amazon???

Chateado. Imagino que seja coisa da Canonical (Ubuntu)... Alguém sabe algo sobre isso?

o negócio era tipo um link como sugestão de busca, que dava em smile[ponto]amazon[ponto]com

Uma resenha do clássico "Tempos Modernos" escrita em 1936 por Mercedes Comaposada, anarco-feminista fundadora da revista Mujeres Libres. Tradução inédita de Thiago Lemos Silva: patosaesquerda.com.br/tempos-m

Acho engraçado como o prefeito/digital influencer do meu vilarejo cativa a juventude com postagens aleatórias sobre vacinação, como se ele próprio não apoiasse com veemência (se elegeu graças a isso) o governo responsável por atrasar a aquisição de vacinas e avacalhar o processo de vacinação. Resumindo: vacinem-se, camaradas, mas cuidado com o oportunismo neoliberal-fascista travestido de bom-mocismo pop. 🤮

Fenômeno curioso: os padres, pastores e o papa são muito benquistos e elogiados quando se afastam das crenças que, por ofício, divulgam. Quanto mais ateu, melhor o clérigo?

ateísmo etc 

então as pessoas estão assustadas com a família monárquica do Império sendo família monárquica do Império e com a Igreja sendo Igreja? Que coisa, não? :guilhotina:

Eu fiquei uns meses fora do Instagram. Agora que voltei, não deixo de notar que o trem é cheeeio de falhas... Erros de notificação, na sincronização, nas respostas dos botões, no site, nas respostas
Não entendo como pode ser tão popular, sendo tão cheio de pepinos...
Enfim, a galera dos softwares de código aberto ou livres tem feito apps muito mais eficientes (pra nós) que o Facebook, que usa muito mais recursos.
Enfim, o :instaburn: é um horror e os apps do :mastodon: humilham o Zuck

Ursalzona no Mastodon

A URSAL.zone é uma instância moderada com foco em militantes progressistas, feministas e antifascistas da América Latina contrários a todas as formas de opressão, exploração e humilhação entre seres humanos. Discursos de ódio, propagação de mentiras e pornografia comercial são proibidos. Leia nosso Código de Conduta para mais informações.