Pinned toot

"You're wrong, you know? I don't want to destroy the world, on the contrary; I like flowers, and trees, insects and animals. The only thing I hate, is all human beings."

Ok, um paradoxo curvo, não cíclico: meu corpo é eu, ele é meu avatar-invólucro que me representa e me identifica como eu por esse período físico de minha existência, mas ele não é eu, porque eu já era antes dele e continuarei depois que ele se decompor. Por isso, doravante, não vou mais esconder minha carcaça pelo simples fato de não fazer nenhum sentido. Não mostrar o rosto não é timidez, é um apego indescritível pela própria carne.

Se você parar para refletir com calma vai ver que a loucura faz muito, mas muito sentido.

Pergunta aos universitários, alguém pra me indicar livros sobre origem dos alfabetos, alfabetos independentes e alfabetos pictográficos, logogramas e ideogramas? Eu agradeceria muito.

Eu cheguei a conclusão que o maior momento de iluminação e expansão do ser é quando você realiza que o seu corpo já não é o bastante para te conter, mas aí você vai perceber que não importa o quanto você transceda você estará para sempre preso nas dimensões de sua caixa craniana. Deve ser pior que a morte.

Ah sim, eu tenho um objetivo triplo com essa empreitada: aprender um trabalho manual, exercitar a imaginação e a criatividade e usar como forma de meditação e concentração. Não quero criar muitas expectativas, mas digamos que se eu seguir firme no caminho pretendo usar isso mais como uma forma de criar coisas do que fazer roupas, tipo fazer bonequinhos, quadros, etc, até porque como eu disse quero praticar imaginação e criatividade.

Show thread

Amanhã finalmente vou sair pra comprar agulhas e linhas de crochê e tricô. Não entendo nada de nada, não sei quantos tipos existem, quais são melhores pra iniciar, etc. Na verdade eu nem me planejei por onde começar, quer dizer, vou começar comprando as ferramentas. Na verdade eu acho que pelo que almejo o que eu tenho de aprender mesmo é crochê (o da linha grossa). Sugestões são sempre bem-vindas.

Hoje eu me lembrei do manuscrito Voynich e teve uma época da minha vida que eu fiquei obcecado por esse livro. O pior é saber que eu vou morrer com a dúvida de que ou a escrita tem um significado e foi feita por uma inteligência absurda, ou é a maior peça de trolagem da história da humanidade. E eu estou propenso a acreditar na segunda hipótese.

E se só por diversão a gente se reunisse e tentasse criar um alfabeto ideográfico, ou logográfico, para a língua portuguesa br? Ou então um alfabeto independete, como o da Georgia ou hindi?

@foo_luke Eu nunca pensei que a ideia de que tivessemos uma escrita em ideogramas enfrentasse tanta rejeição, rs. E olha que não proponho que se crie uma, apenas gostaria que existisse uma que tivesse nascido junto com a língua.

Show thread

O Brasil podia ter um alfabeto ideográfico, né? Porque a ideia de um alfabeto que não represente apenas fonemas mas também conceitos é maravilhoso. Não sei porque mas ando com essa obsessão em relação ao tema. Eu chego a me sentir verdadeiramente triste por não possuirmos um.

Aquele momento maravilhoso na vida quando você começa a ler um livro e não consegue mais parar. Todo o tempo livre é dedicado a ele e você se sente tão absorvido quanto a luz que é sugada para dentro de um buraco negro.

E falando no Neal Stephenson se você ainda não leu o Snow Crash (Nevasca) faça esse favor a si mesmo e procure ASAP. Pense no Neuromancer do Gibson porém ligado no 220 e carregado de anfetamina.

Se você curte ciência, espaço, história, sci-fi e um cara capaz de juntar tudo isso num enredo de tirar o fôlego eu não poderia te recomendar o O Problema dos Três Corpos, do Cixin Liu, o suficiente. O escitor chinês me lembra o Neal Stephenson que mistura uma série de áreas do conhecimento com inteligência e conhecimento de causa

É, parece que alguém vai ter de levar o whey pro massarandumb na cadeia por um bom tempo

Show older
Ursalzona no Mastodon

A URSAL.zone é uma instância moderada com foco em militantes progressistas, feministas e antifascistas da América Latina contrários a todas as formas de opressão, exploração e humilhação entre seres humanos. Discursos de ódio, propagação de mentiras e pornografia comercial são proibidos. Leia nosso Código de Conduta para mais informações.